Atendimento Online



Visitantes

Publicado em 01/10/2009

A postura correta



O sedentarismo prejudica cada vez mais colunas, joelhos, tornozelos nossos de cada dia. Pelo menos, 80% das pessoas um dia terão dor nas costas! Para tentar minimizar os impactos da postura errada o melhor é se prevenir e contar com ajuda de exames detalhados o mais rápido possível.

A rotina da sociedade contemporânea traz suas facilidades. O acesso à internet, ao telefone e o uso de automóveis, por exemplo, colaboram para uma vida melhor. No entanto, há seus 'poréns'. O aumento do uso de tecnologias colabora para que o sedentarismo seja um dos principais problemas encarados pela população. Ficar muito tempo sentado já se tornou 'comum', seja no trabalho ou no lazer. As pessoas ficam cada vez mais tempo à frente de computador jogando, escrevendo ou navegando na internet.

Até para uma simples locomoção a poucos metros de casa, a pessoa utiliza um automóvel. Tudo isso colabora para que a postura correta vá se deteriorando com o passar do tempo, trazendo sérios problemas para a coluna, as articulações e dores musculares. E a situação atinge crianças, jovens e adultos. "Crianças com seis, sete anos passsam muito tempo à frente de vídeo-game e isso irá trazer problemas cada vez mais cedo em relação a uma postura equivocada", afirma o fisioterapeuta do Instituto Postural, Gabriel Farhat.

A clínica, que existe há seis meses na cidade, faz uso da própria tecnologia para tratar problemas acarretados pela má postura, como hérnia, tendinite, dores na coluna, entre outros. É a única em Ponta Grossa que possui um equipamento denominado baropodômetro, desenvolvido para a análise dos pontos de pressão exercido pelo corpo através dos pés, tanto em posição estática quanto em movimento.

Consiste de uma plataforma sensível que utiliza um software apropriado para visualizar imagens coloridas e dados estatísticos, com um alto valor diagnóstico. Identifica agentes diretos ou indiretos que proporcionam ao indivíduo uma instabilidade corpórea, que mais tarde serão impressas sob a forma de gráficos ou planilhas. O objetivo no diagnóstico deste exame é avaliar os seguintes parâmetros: a postura do paciente na posição estática, ou seja, em pé parado, divisão das cargas corporais, pico de pressão e tempo de contato com o solo, auxílio na confecção de palmilhas especiais para o equilíbrio do corpo, entre outros

"Nós temos que tratar a causa da dor. Muitas vezes, o paciente sente dores na coluna, mas a causa é uma falta de equilíbrio dos pés, ou a pessoa pisa no solo de forma errada", explica o fisioterapeuta da clínica, Fabrício Furtado Vieira.

De acordo com eles, atualmente uma das mais difíceis tarefas do organismo é a manutenção de uma boa postura. "A postura ereta vai se deteriorando com o passar dos anos e é neste momento que se percebe o quão difícil esta tarefa de se manter uma boa postura. As pessoas devem sentar corretamente, por exemplo. Mas é muito difícil que ao todo tempo esteja na posição correta. Cerca de 80% da população, segundo estudos, vão sentir dores nas costas", afirma Farhat.

Fabrício completa afirmando que a própria vida ocidental faz com que a má postura seja um dos principais problemas que afetam a sociedade. "A pessoa acorda, senta para tomar café, senta no carro para ir ao trabalho, passa o tempo todo sentado no expediente.. E ainda não realiza atividade física alguma. Se sentir que está com alguma dor ou que tem ciência da má postura é necessário buscar uma avaliação. Quanto mais rápido for detectado o problema, mais rápido será a cura", ressalta Fabrício.


Algumas formas de tratamento

alteração postural, consequência direta da postura equivocada, acarreta em sobrecarga nas articulações, encurtamento muscular, degeneração dos discos da coluna vertebral. "O normal é o corpo estar em equílibrio", comenta o fisioterapeuta Farhat. Para isso diversos tratamentos são disponibilizados, além da avaliação da 'pisada' do paciente, através do baropodômetro, terapia manual, acunputura, o método RPG (Reeducação Postural Global), uso de palmilhas posturais, microfisioterapia e pilates. Essas são alguns dos métodos que podem reverter em poucas sessões de tratamento - dependendo do caso podem chegar a dez - as dores e incômodos que atrapalham o paciente a pegar um papel que está caído ao chão.

Atividades, antes simples, passam a ser complicadas. "A postura errada atrapalha toda a rotina de uma pessoa. Imagine ficar com dor direta", comenta o fisioterapeuta Fabrício.

Através de avaliações computadorizadas e por radiografias, as causas das dores são descobertas e são essas causas que devem ser 'arrancadas'. "Não podemos apenas tratar uma dor. Isso porque a dor na coluna de algum paciente pode ser consequência direta de outro fator. É isso que temos que buscar", afirma Farhat.

Geralmente, os tratamentos são aliados em terapia manual, RPG e, posteriormente, pilates. "O pilates funciona tanto como atividade física quanto para reforçar a postura correta do paciente. É uma última etapa que garante a postura mais correta, fortalecendo a parte abdominal e deixando o corpo em harmonia", explica Farhat.

O método Pilates contitui-se de uma série de exercícios físicos direcionados, desenvolvendo o corpo uniformemente, sendo que o objetivo principal é o aumento da resistência muscular e flexibilidade, trabalhando também consciência corporal e simetria postural. "Ele trabalha com a musculatura profunda, não somente com os músculos periféricos isolados, tudo isso em aparelhos ergonômicos que protegem o corpo e não sobrecarregam as articulações. Também atua no que chamamos de casa de força do corpo, onde o aluno é orientado a manter a musculatura abdominal e pélvica contraída durante o exercício, o que lhe dará mais força durante o movimento", explicam os fisioterapeutas. De acordo com eles, os resultados dependem do objetivo de cada aluno, na maioria dos casos em 10 sessões alguns resultados são evidenciados. "Porém grande quantidade dos alunos continua praticando essa atividade física de qualidade que promove grande bem estar, equilíbrio e relaxamento", comentam.

Já a terapia manual ortopédica é uma área especializada da fisioterapia para a abordagem das condições musculares e esqueléticas do organismo. De acordo com os profissionais, a escola médica que se baseia na teoria de que o corpo é um organismo vital no qual a estrutura e a função estão coordenadas.

"Através de técnicas manuais, a gente coloca as vértebras no lugar, amenizando a dor e arrumando a postura do paciente. Importante ressaltar que isso deve ser feito por profissionais competentes para não acarretar em lesões no organismo", salienta o fisioterapeuta Fabrício.



RPG e as palmilhas ortopédicas

O método RPG consiste em uma técnica para prevenir e tratar dores e alterações posturais abordando o indivíduo de forma global e não apenas mantendo o foco do trabalho na queixa localizada deste paciente. "Este método trata as desarmonias do corpo humano levando em consideração as necessidades individuais de cada paciente, já que cada organismo reage de maneira diferente às agressões sofridas", afirma Farhat.

A RPG é indicada para hérnia de disco, artroses bursites, tendinites, dores na coluna, dores de cabeça, entre outros.

Uma avaliação completa e bem elaborada auxilia diretamente na linha de tratamento. Para isso, estamos utilizando na avaliação métodos modernos como avaliação postural computadorizada, baropodometria que atua no diagnóstico e avaliação das pressões plantares", esclarece o fisioterapeuta.

As sessões duram aproximadamente 1 hora, podendo ser realizadas de uma a duas vezes semanais variando de acordo com o objetivo elaborado a cada um, com o quadro clínico de cada paciente, com a sua patologia e sua evolução.

Já as palmilhas posturais tendem a auxiliar na abordagem preventiva e terapêutica. Teve origem na escola francesa e busca integrar os conhecimentos da influência dos pés na postura. "As alterações posturais observadas na avaliação podem desencadear dores na região da coluna, quadril, joelho, tornozelo e pé. A palmilha é confeccionada por fisioterapeutas após criteriosa avaliação computadorizada dos pés e da postura corporal. Por estarem posicionadas entre o pé e o calçado, elas aumentam a eficiência do controle postural durante a posição ereta, na caminhada e na corrida", esclarece o fisioterapeuta Fabrício.


Fonte: Site Jornal da Manhã

Voltar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Rodape